Antônio Abrahão Caaram Filho

Entrevista

Currículo

4 de agosto de 1989 a 24 de abril de 1990

O décimo terceiro presidente da Fundação João Pinheiro, Antônio Abrahão Caaram Filho, nasceu em Belo Horizonte no dia 23 de agosto de 1946. Graduado em Direito pela PUC e em Administração de Empresas pela Fumec, exerceu grande atuação dentro do funcionalismo público, tendo tido diversas funções em várias empresas do Estado de Minas Gerais.

Caram Filho exerceu a Presidência da FJP por pouco mais de oito meses em um período de mudanças na legislação, no qual a Fundação passa a ser um órgão de direito público o que transformou sua organização e funcionamento. Apesar da equipe de pesquisadores de altíssimo nível, a situação era definida como caótica, com ânimos baixos entre os empregados, sendo que muitos haviam sido mandados embora e outros buscavam melhores qualificações.

Suas ações enquanto Presidente buscaram a reestruturação dos Recursos Humanos e valorização do pessoal, sendo assim, readmitiu os funcionários demitidos injustamente em gestões anteriores e reajustou os salários. Iniciou também o processo de informatização da Fundação, sendo que este processo foi continuado por seus sucessores. Outro feito foi o retorno da Escola de Governo para a FJP e o reinício do curso de Administração Pública.

Caram demostra muita gratidão a Fundação e aos que lhe ajudaram em sua gestão: “Desejo todo sucesso, acho que essa Fundação prestou serviços muito importantes, muito relevantes ao estado, nesses quase 50 anos, e tem muitos ainda para prestar pelos próximos 50, e desejo que continue. Acho que pelo menos nessa época que nós estamos mencionando aqui, sofreu mais do que devia, não merecia aquilo tudo, houve um julgamento internamente errado, equivocado, por parte de algumas pessoas. Talvez tenha havido uma certa demora na reação, uma certa dificuldade na reação, mas de qualquer forma a reação veio, tanto que a Fundação levantou a cabeça, foi adiante com habitual brilhantismo”. Por fim, conclui: “Tenho certeza que aprenderam, que corrigiram, o espírito sempre foi o mais elevado possível, e o pessoal dedicado, competente, comprometido, sempre prevaleceu em todas as ocasiões, prevaleceu na queda também, e certamente está conduzindo hoje. Fico muito, sempre tive muito orgulho de sido presidente, e estou satisfeito de estar aqui contribuindo”.