Antonio Augusto Junho Anastasia

Entrevista

Currículo

5 de junho a 26 de outubro de 1991

Antonio Augusto Junho Anastasia, belo horizontino nascido no dia 09 de maio de 1961, foi o décimo quinto Presidente da Fundação João Pinheiro. Graduado e Mestre em Direito pela UFMG, teve sua trajetória profissional muito ligada ao funcionalismo público. Anastasia fez parte do quadro funcional da FJP a partir de 1984, e, após o exercício da Presidência da Fundação João Pinheiro, se dedicou à carreira política, tendo ocupado cargos de secretariado, vice-governador e governador.

Antônio Anastasia foi Presidente da Fundação João Pinheiro por cerca de quatro meses, exercendo, assim, uma “presidência interina”, até a nomeação de seu sucessor Luiz Aureliano Gama de Andrade. Segundo Anastasia: “Eu fui presidente, mas não fui presidente para ficar, eu respondi, eu era o secretário adjunto de planejamento, e como secretário presidente da Fundação por aquele período de quatro meses”.

Tanto no período em que exerceu a Presidência da FJP, quanto no período como secretário do Estado, Anastasia afirma que a Fundação recebeu missões importantes para reorganização de Minas Gerais. A FJP assumiu um papel mais voltado ao setor público, auxiliando municípios e outros estados. Além disso, a Escola de Governo passou a ser prioridade da Fundação João Pinheiro.

Anastasia destaca a importância da FJP em sua formação e em sua carreira profissional: “Fundação. Eu tive ali oportunidades únicas e singulares na vida de qualquer um. Ainda muito jovem, recém-formado, eu passei a integrar equipes com pessoas muito mais maduras e experientes do que eu, e a Fundação sempre foi muito democrática nisso, o que é muito bom”, e conclui: “Então eu tenho uma dívida imensa com a Fundação, com meus colegas de Fundação, um apreço enorme pela instituição. E tenho certeza não só porque ela fez no passado, o que ela faz no presente e fará no futuro. É uma instituição de muito respeito para todos nós Mineiros”.