Dúvidas frequentes sobre o concurso público

No Diário Oficial de Minas Gerais, no site da Fundação Cefet Minas, no site e nas redes sociais da FJP.

Não. A FJP obtém as notas dos candidatos inscritos no Enem  por meio do número do CPF no sistema próprio do Inep/MEC.

Não. O Curso de Administração Pública (Csap) da FJP tem um característica única: a graduação é considerada uma das etapas de um concurso público, o que o difere de um vestibular tradicional e, portanto, não integra a lista de cursos disponíveis pelo Sisu.

Infelizmente não. Os candidatos interessados precisam fazer tanto o Enem quanto a inscrição em nosso concurso.

Não. A FJP adota, em cada concurso, apenas as notas do Enem realizado no mesmo ano.

Não. O candidato aprovado não poderá ocupar 2 vagas, simultaneamente, em instituições públicas de ensino superior, nos termos da Lei Federal nº. 12.089, de 11 de novembro de 2009.

Os candidatos aprovados e classificados no concurso, que já são servidores estaduais da administração direta, autárquica ou fundacional do Poder Executivo do Estado de Minas Gerais, possuem direito à dispensa de ponto, durante o período letivo, em respeito ao disposto no art. 9º da Lei Estadual nº 11.658/1994. A remuneração do servidor público é mantida e não é disponibilizada a bolsa de estudos mensal.

A nota de corte do concurso FJP/Seplag 2020 (Enem 2019) foi de 773,44 para ampla concorrência. 

O edital do concurso da Fundação João Pinheiro segue o calendário do Enem. Fique atento(a) ao site do Inep/MEC e ao site da FJP.
Pode, mas a dispensa somente poderá ser concedida ao aluno que já tenha cursado a disciplina em outra Instituição de Ensino Superior equivalente em conteúdo e carga horária à disciplina do curso de Administração Pública. Veja o regulamento que trata deste assunto http://novosite.fjp.mg.gov.br/wp-content/uploads/2019/11/REGULAMENTO-N%C2%B0-09-Dispensa-de-disciplinas.pdf