• Post Author:

Estudantes da FJP apresentam experiências em projetos de imersão

Entre janeiro e fevereiro de 2020 a Fundação João Pinheiro (FJP) levou 35 estudantes do curso de graduação em administração pública a 13 municípios mineiros por meio de três projetos de imersão coordenados pela Escola de Governo (EG/FJP). Os alunos que participaram dessas atividades irão apresentar ao público suas experiências na próxima quarta-feira, 11 de março, às 13h, no auditório principal da FJP (Alameda das Acácias, 70, São Luiz / Pampulha).

Previstas no projeto pedagógico do curso de administração pública, as atividades de imersão têm o objetivo de criar oportunidades para que os estudantes tenham experiências de assessoramento técnico junto às administrações municipais, de forma a compreender sua dinâmica e os desafios da gestão local.

Prinagem – Atividade original da Fundação João Pinheiro, o Programa de Internato em Administração e Gestão Municipal (Prinagem) teve início em 2016 com a proposta de oferecer aos alunos do curso de administração pública da FJP uma atividade de extensão que possibilitasse a eles vivenciar a dinâmica da gestão municipal, aprender com os servidores das cidades e contribuir para a melhoria dos processos e políticas públicas nos municípios de Minas Gerais.

Em janeiro de 2020 foram atendidos pelo Prinagem os municípios de Abaeté, Andradas, Carandaí, Conquista, Itaguara, Itaúna, Lagoa Dourada, Leandro Ferreira, Paraguaçu, Ribeirão das Neves e Santa Bárbara. Durante quatro semanas os estudantes prestaram assessoramento técnico às prefeituras e colaboraram com o desenvolvimento local em áreas como gestão e avaliação de projetos e políticas públicas, mapeamento e redesenho de processos e participação social.

O assessoramento técnico é realizado sob a supervisão de professores da Escola de Governo da FJP, de forma gratuita, mediante termo de cooperação técnica firmado com os municípios, que arcam apenas com o transporte, alimentação e hospedagem dos estudantes. De 2016 a 2020 o programa já levou 175 alunos a 66 municípios mineiros.

Em novembro de 2019 o Prinagem foi um dos vencedores do 23º Concurso de Inovação no Setor Público, organizado pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), validando a iniciativa como uma relevante estratégia de fortalecimento das gestões municipais e contribuição para o processo de formação dos estudantes.

Pontes para a CidadaniaCom os objetivos de contribuir com o aperfeiçoamento da gestão pública municipal por meio da construção coletiva de soluções e de fomentar a participação e a formação cidadã, o projeto Pontes para a Cidadania dá continuidade à parceria da EG/FJP com o Ministério Público Estadual. A primeira edição foi realizada em janeiro de 2020, por duas semanas, na cidade de Imbé de Minas, no Vale do Rio Doce.

Selo Prevenção Minas – Fruto de uma parceria com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), este projeto foi realizado no município de Alfenas em janeiro de 2020.  A imersão teve o objetivo de apoiar os atores municipais na elaboração do Diagnóstico Municipal de Segurança Cidadã. 

Programa da Sejusp, o Selo Prevenção Minas visa apoiar tecnicamente os municípios a desenvolverem, em parceria com a sociedade e os gestores municipais, ações de articulação institucional com órgãos de segurança, com o sistema de justiça criminal, com a rede municipal de educação e com as áreas de assistência social, saúde e infraestrutura. A ideia é que essa articulação gere intervenções estratégicas de combate aos fatores geradores de criminalidade e de violência. O município aprovado no ciclo do programa é certificado com o Selo Prevenção Minas e reconhecido como município parceiro da Política de Prevenção à Criminalidade.

Números – Somente nos dois primeiros meses de 2020 a Escola de Governo da FJP contabilizou mais de 20% dos alunos matriculados envolvidos em projetos de imersão. Durante o ano de 2019, esse número foi de mais de 40%, o que correspondeu a 79 estudantes.

Além da imersão, a EG também realiza diversas atividades de extensão, incluindo projetos sociais. Ao todo, foram executados 14 projetos em 2019, com a participação de 158 alunos.