Práticas integrativas e complementares de saúde são tema de vídeo produzido por projeto de pesquisa da FJP

Vídeo representou o Brasil no Festival LatinoDoc, em Toulouse/França, em 2019

Fruto de um projeto de pesquisa da Fundação João Pinheiro em parceria com a Fiocruz Minas, o vídeo Semeando Vida: Saberes ancestrais e práticas integrativas de Saúde será exibido no próximo dia 11 de fevereiro na sede da Fiocruz (Avenida Augusto de Lima, 1.715), dentro da programação comemorativa do dia internacional de mulheres e meninas na ciência. O evento, que terá como tema O Conhecimento Produzido pelas Mulheres, irá abordar os diversos saberes construídos por moradoras, estudantes e trabalhadoras do bairro Barro Preto, na capital mineira, e de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte.

O vídeo é um dos produtos do projeto de pesquisa Movimentos Sociais Femininos e a resposta à síndrome de Zika Vírus no Brasil, realizado pela Fundação João Pinheiro (FJP), o Instituto René Rachou (Fiocruz Minas) e a University of York (Reino Unido), com financiamento da Fiocruz e do Fundo Newton/British Council. O projeto também contou com a participação de nove movimentos sociais feministas ligados à agroecologia em Minas Gerais e as mulheres líderes desses movimentos participaram de todas as etapas de elaboração do vídeo.

Dos movimentos sociais de BH para a o mundo – Com imagens e depoimentos gravados durante o IV Encontro Nacional de Agroecologia (ENA/2017), em Belo Horizonte, o vídeo tem o objetivo de divulgar o protagonismo das mulheres ligadas aos movimentos feministas de Minas Gerais nas questões que envolvem os saberes ancestrais e as práticas integrativas de cuidados com o corpo físico e metal. O vídeo também tem o propósito de dar visibilidade e propiciar o diálogo e a reflexão sobre essas práticas e saberes, caracterizados principalmente pela integralidade, pela escuta e pela humanização do cuidado.

Semeando Vida: Saberes ancestrais e práticas integrativas de Saúde já foi exibido em diversos encontros realizados pelos movimentos sociais de Belo Horizonte participantes da pesquisa, no I Encontro Sudeste de PICS (Ufmg), na IV Prosa de Saberes Tradicionais de Saúde, no 3º Colóquio Internacional Feminismo e Agroecologia (Recife), no Movimenta Cine-Clubes (Recife) e na Université Paris x Nanterre (França), além de representar o Brasil no Festival LatinoDoc, em Toulouse, França, em 2019.

Sintonia Pública – A pesquisadora da FJP Maria Nogueira, uma das coordenadoras do projeto de pesquisa que deu origem ao vídeo Semeando Vida… participa nesta sexta-feira, 7 de fevereiro, às 12h30, do programa Sintonia Pública, na rádio Inconfidência (AM 880). Além do vídeo, o programa irá tratar da participação de mulheres na ciência, tema do evento do próximo dia 11 na Fiocruz.

Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência – Celebrada a cada ano em 11 de fevereiro, a data é liderada pela Unesco e pela ONU Mulheres em colaboração com instituições e parceiros da sociedade civil. Aprovado pela Assembleia das Nações Unidas em 22 de dezembro de 2015, o dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência tem como função promover e fortalecer o acesso integral e igualitário da parcela feminina da população à ciência.

Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência – Fiocruz:

13h – Abertura

13h30 – Roda de conversa – O conhecimento produzido pelas mulheres

15h – Intervalo

15h20 – Exibição de trechos do vídeo Semeando vida – Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (Pics), seguido de debate

16h30 – Sessão de fotos no muro do IRR/Fiocruz Minas

17h30 – Lanche no Armazém do Campo

Fechar Menu
Contraste
Tamanho
×