Sociedade de Debates

Projeto realizado por meio da organização de debates competitivos entre estudantes da Escola de Governo. Seu objetivo é o desenvolvimento da capacidade de pesquisa, retórica e argumentação como forma de ampliar a reflexão, a troca de informações e o respeito por diferentes posicionamentos, o projeto coloca em pauta debates preferencialmente relacionados às políticas públicas e temas de relevância para a sociedade contemporânea. Utiliza-se das diretrizes da Sociedade Mineira de Debates.

A Sociedade de Debates da Fundação João Pinheiro – SDJP – surgiu em 2015 com o objetivo de difundir a cultura de debates na Escola de Governo e integrar seus estudantes no cenário nacional em que cresce de forma significativa a ocorrência de debates competitivos.
Os alunos reúnem-se periodicamente e realizam debates sobre temas relevantes para a sociedade contemporânea, preferencialmente relacionados às políticas públicas.

Acompanhe a Sociedade Debates da FJP pelo Instagram
  • O link da transmissão ao vivo já está na nossa bio!
  • E aí, curtiu?
  • Que evento, amigos. Que evento.
  • Luísa, por Eugênio:
.

Conheci a Luísa no início da faculdade, porém em lugares distantes dos debates competitivos, como grupos de estudos em filosofia contemporânea ou confusões envolvendo o Centro Acadêmico. Arrisco dizer que firmamos uma bela amizade, marcada por um convite para participar do CBD de 2017, momento em que ela mergulhou de uma vez no mundo dos debates. Daí pra frente, dentro de pouco tempo, ela se firmou como uma das melhores debatedoras de todo o país - e como uma juíza excepcional. 
O currículo da Luísa alguns sabem até de cor, até mesmo guardam na parede para usarem como motivação, mas não custa rememorar. Ela fez break em todos os campeonatos que participou, acumulando inúmeras finais na conta - IV e V Open Minas; I Paulista; II e III Capixaba; VI CDB; e por aí vai - e prêmios de melhor debatedora de alguns dos campeonatos mais difíceis do país. Além disso, foi líder de casa dos Farrapos e presidente do Senatus, também integrando a Diretoria de Pesquisa do IBD durante esse período. 
Em suma, acumula uma das carreiras mais ricas de todo o movimento de debates competitivos brasileiro, tanto como debatedora como quanto juíza, tendo julgado inclusive a semifinal do V CBD.

Mais que tudo isso, a Luísa é uma das melhores pessoas que se pode conhecer, sempre pronta para ajudar e extremamente dedicada em tudo que se propõe a fazer. Finalmente, se há alguém capacitado para julgar um debate de abertura e transmitir seu vasto conhecimento a todos aqueles que se dispuserem a ouvir, essa pessoa é a Luísa Côrtes.
.
Alice, por Jess:
No primeiro debate que vi, lá estava ela com sua blusa “debate like a girl” e um discurso maravilhoso. Após isso, eu já a venerava. No almoço, ela me contou que amava o FHC, o Obama e a Thatcher. Não teria como aquilo não ser amizade de cara.

Assim foi, a Alice foi a minha primeira amiga no movimento. Também foi ela a minha primeira coach(mesmo sem cobrar nada por isso) a pessoa que mais acreditou em mim desde o começo. Foi ela quem me deu a primeira aula de framing e stakeholders. Foi com ela que eu ganhei meu primeiro campeonato com o melhor nome de dupla “sharpay evans deserved better”. (CONTINUA NOS COMENTÁRIOS)
  • Lara, com toques de Maria Laura:
.
Lara Lacerda cursa o sétimo período de Direito na UFMG (pelo menos cursava, até o início da pandemia) e é a atual Coordenadora de Adjudicação do Senatus. 
Apesar de fazer parte de uma das casas tradicionalistas, sua experência no movimento de debates é pouco ortodoxa: desde o começo, interessou-se bem mais pela adjudicação e, por ter tido a chance de aprender de perto com os melhores, ela até que pegou o jeito. Além dos debates treino semanais e dos debates de abertura do senatus, venceu  o Torneio de Juízes do I GV Debate e presidiu mesas em vários campeonatos, como o V Open Minas, o VI Campeonato Brasileiro de Debates e o I UFMG IU.
A Lara pulsa tudo de bom que existe nesse mundo, e conviver com ela é pura energia. Ela tem as ideias culinárias mais estranhas (talvez brilhantes?), as melhores conversas de bar. Ela é pura dança. Tá mais que na cara que por fora é belíssima, mas, garanto: o interior dela é radiante.
.
Manu, por Maria Laura:
.

Estudante de Medicina na UFMG, Manu é, antes de tudo, minha maior rival no Stop e no Gartic. Segundamente, é uma das pessoas mais doces que já conheci, além de uma adjudicadora humilde, determinada, empenhada e sempre disposta a aprender mais - quase todos os dias, está ela, logo pela manhã, chamando a galera pra debater online. 
O seu bom caminho é cada vez mais nítido: em pouquíssimo tempo, Manu já fez o break de adjudicação na semi do I ADAUM Digital e do I SDUL Digital (é internacional que você quer, @?), além de, mais recentemente, a final do I Rio ProAm. Membro da casa dos Farrapos no Senatus, seu senso de justiça transparece não só nos seus excelentes feedbacks, mas também nas discussões paralelas ao debate - não suporta afrontas às minorias, e com razão. 
Manu é dessas pessoas que faz amizade fácil, oferece elogios sinceros sem esperar nada em troca e cativa a todos que a conhecem. É uma loba tímida na matilha, porém com grande senso de apoio coletivo - ela sabe quando é preciso mostrar os dentes e se impor, e o faz com maestria. Mais clara que seu amor pelo Movimento de Debates e pela adjudicação é a certeza do seu sucesso.
  • Pedro, por Maria Laura:
.
Essa descrição poderia ter sido feita por muitas pessoas, talvez de modo mais fidedigno, mas fiz questão. Eu conheci o Pedro no primeiro dia de aula na FJP. Ele havia deixado a Biomedicina da UFMG e começaria o curso de Administração Pública. Seríamos colegas. Eu ainda não sabia que ele havia presidido o Senatus e liderado a casa dos Mascates, nem que era campeão do III Open Minas, vice-campeão do IV Open Minas e do III Catarinense, bem como por duas vezes semi-finalista do CBD; também nem imaginava que participara do primeiro grupo de brasileiros a competir no WUDC, ou que tinha em sua carreira como adjudicador inúmeros CAs, ou mesmo a Diretoria Nacional de Adjudicação do IBD (nem vou citar as demais conquistas porque é sacanagem). Enquanto debatedor, Filo tem uma lógica argumentativa invejável - aquele tipo de verdade que não pesa ao ser dita, simplesmente te penetra e faz sentido. Além da oratória potente, ele pensa de um jeito diferente das outra pessoas - a palavra aqui é "certeza". Até o meio termo ou o "tanto faz" do Pedro é firme e claro. 
No Movimento de Debates ele é o Filogônio (a.k.a. Filogênio) - essa figurassa. Porém, pra mim, o Pedro é e sempre foi uma das pessoas com a personalidade mais marcante que já conheci, mestre em fazer artigos de última hora durante a madrugada, exímio aquariano, parceiro de Corvinal (com uma tendência à Sonserina, talvez), carona de todas as horas, conselheiro sensato e, principalmente, amigo sincero. Foi o Pedro que me despertou interesse nos debates (afinal, o amor pelo movimento se faz ver nas shirts, nos ternos e no espírito), que assistiu meus discursos (ainda) iniciantes com louvável paciência, que me mostrou minhas inseguranças e que me possibilitou conhecer os melhores amigos que eu poderia ter. Ter ele por perto, seja na Liderança da SDJP, na sala de aula ou na vida é um privilégio.
.
Gabriel, por Jess:
.
Conheci o Gabriel Guia por causa de uma longa discussão sobre uberização e Byung Chul Han. Pelo conteúdo da conversa, eu já imaginava que ele era um dos melhores debatedores do Brasil. (CONTINUA NOS COMENTÁRIOS)
  • Jess, por Guia:
.
A Jess é uma prodígio - tem tantas conquistas com 1 ano de debates que é difícil contar nos dedos.

Melhor debatedora do I Rio ProAm e da I Copa Digital, a Jess é a pessoa mais dedicada que eu conheço.

Campeã do CBD 2019 e do SDUL Open 2020 (infelizmente as duas vezes em cima de mim), ela tem o debate nas veias.

Apaixonada por política que não se cala perante injustiças (tudo isso ganhando o título de depufashion), ela é uma luz no movimento de debates lusófono.

Por onde passa, a Presidente do USP Debate consegue cativar pessoas com um sorriso lindo e palavras muito persuasivas. Assim ela me conquistou.

Como se não bastasse, a Jess já foi:
- Quadrifinalista do Open Minas 2019
- Finalista iniciados do Paulista - Finalista do Maria Curupaiti - Quadrifinalista do CeDe - Finalista do Sul Brasileiro
- Finalista iniciados do II Rio SP
- Semifinalista do Gaúcho - Semifinalista do GV
- Campeã do CBD
- Finalista do UFMG IU - Break em primeiro do CIDDUP
- Vice Campeã do CIDDUP - Finalista do Masters - Break em primeiro na Copa Digital
- Semifinalista da Copa Digital
- Melhor debatedora da Copa Digital
- Break em primeiro do Open Minho
- Finalista do Open Minho
- Debatedora revelação do Open Minho
- Campeã do SDUL Open
- Melhor de Debatedora do Rio ProAm - Break em primeiro do Rio ProAm - Finalista do Rio ProAm (Ufa!)
.
Carol, por Danilo:
.
Formada em Direito pela UFMG, Carolzinha (Carolina Amorim, para os íntimos) cursa Economia na mesma instituição. Essa Advogata do mundo dos debates ou vai te mostrar porque você está errado, ou provar que você está certo, mas não mais que ela. É membro do Senatus, onde pertence a casa dos Farrapos.
Carolzinha tem um curriculum incrível no movimento dos debates, é a atual campeã do Torneio Paulista (2019), fez break em primeiro no CBD 2018, se consagrando como a segunda melhor debatedora geral, além de ter sido finalista do Rio Debate 2016, III Capixaba 2019, II Rio SP 2019, Paraibano 2018, Fluminense 2018, SDUL Open Online 2020 e na primeira edição do Masters Brasil 2020 (naquele tempo que tinha torneio presencial). (CONTINUA NOS COMENTÁRIOS)
  • Renato, por Gandra:
.
O Renato é Vice-Campeão Mundial e melhor debatedor do Campeonato Mundial de Debates em Língua Portuguesa (2019) e, para mim, o melhor adjudicador do Brasil.

Mas títulos não podem resumir a influência do Renato para o cenário brasileiro de debates competitivos. 
Defensor incansável do debate enquanto meio para aprimorar o debate público, é fundador do Instituto Brasileiro de Debates (IBD), sendo fator fundamental para criar e estruturar não só nosso esporte, mas também ambientes de tolerância ao discurso e ao pensamento crítico.

Especialmente para mim, o Renato representou, primeiro, aquele quem eu queria superar para provar que eu era bom nesse esporte. Segundo, foi a pessoa que me ensinou e me ajudou a superar meus limites, formando o debatedor que sou.

Debatedor brilhante, assisti-lo enquanto dupla é sempre um prazer e um aprendizado enorme!
.
Gandra, por Renato:
.
Arthur Gandra tem uma das mentes mais extraordinariamente afiadas já forjadas pela Faculdade de Direito da UFMG. Ele já era assim mesmo antes de entrar no Senatus e de participar de seu primeiro debate – no qual, inclusive, acabou comigo. Inteligente, sagaz, eloquente, dedicado, estudioso, criativo, corajoso e com uma fenomenal personalidade, Gandra foi uma das pessoas que mais contribuiu para o Senatus e para nossa comunidade de debates. Sua principal contribuição é, na minha opinião, a coisa mais importante do movimento: conteúdo. Talvez uma palavra ainda melhor: saber. Entretanto, para ganhar debates, não basta saber muito e falar bem, é preciso se submeter a um novo começo: a uma nova forma de pensar e de se expressar. É preciso reprogramar a própria intuição para uma métrica de empatia e de senso comum, o que é particularmente difícil para alguém laureado em teoria filosófica, política e jurídica. Acima de tudo, é preciso perder. É preciso perder muito. A paradoxal humildade que vi no Gandra durante todo seu processo de aprendizado no mundo dos debates é definitivamente sua característica de que mais gosto. Quem me conhece diria que é porque adoro um bom paradoxo. É verdade. (CONTINUA NOS COMENTÁRIOS)
  • Nicholas, por Brenda: .
O Nicholas foi o meu primeiro amigo no movimento de debates. Foi a primeira dupla com quem tive sintonia e com quem aprendi a amar o debate competitivo, como esporte e lazer.
Admirei o Nich desde os nossos primeiros quartos lugares juntos, e o esforço e comprometimento dele com o movimento são inspiração pra mim todos os dias - tanto pra nossa comunidade (ele é o líder dos Farrapos atualmente), quanto individualmente, pra crescer como debatedor.
E é claro que tudo isso tem resultados - o Nicholas é campeão de iniciantes no SDUL Online e vice-campeão iniciante do CBD 2019 e do CIDDUP online. Finalista do UFMGIU e também do I Campeonato de Debates da SDJP. Fez break no UNIFOR Debate Digital, e break de adjudicação na Copa Digital.
Mas mais que esforçado, o Nich é espirituoso. Ele se envolve com as coisas - todas as vezes que faz um argumento principiológico ou fala mal da Amazon, toda vez que ganhamos um debate e quase toda vez que perdemos também. E isso é que faz dele não só um dos melhores amigos que alguém poderia pedir, mas também um debatedor cada vez melhor e mais capaz. O potencial dele é extraordinário, e vê-lo aprender a desdobrar e aplicar isso é ver um crescimento pessoal dedicado e espantoso.
Só posso agradecer por fazer parte dessa trajetória e, a bem da verdade, é quase fácil ser a melhor versão de você mesmo quando alguém como o Nicholas te apoia em cada passo do caminho.
.
Brenda, por Nicholas:
.
Brenda é estudante do 5º período de Direito na UFMG, membro do Senatus desde 2019/1 e co-líder da casa dos Farrapos. Como pessoa, ela é muito tranquila e sinceramente doce, sempre good vibes (quem a vê no dia a dia mal pode imaginar os discursos pistolas que ela faz). Como debatedora, é ainda mais impressionante: vencedora do I Campeonato de Debates da SDJP, finalista do 1º UFMGIU, semifinalista da Copa Digital e do UFDD, finalista do ADAUM, vencedora novice do SDUL Open Digital e, mais recentemente, semifinalista e segunda melhor debatedora do I Rio ProAm Digital. Resumidamente, conviver com a Brenda e vê-la de perto é experimentar se encantar por alguém repetidas vezes ao longo do tempo. É ficar estarrecido com seu brilhantismo.
  • ATENÇÃO CALOUROS E DEBATEDORES QUARENTENADOS!
.
A SDJP irá realizar um Debate de Abertura no dia 20/05 (quarta-feira) para marcar o início das atividades remotas! Já pode comemorar! 🎉
.
Iremos divulgar os participantes aqui no Instagram durante a semana, fiquem atentos!
  • A SDJP retomará o Processo Seletivo para o ano de 2020 a partir de amanhã (11/05)! É PRA APLAUDIR DE PÉ, QUARENTENERS!
.
As inscrições estarão abertas até o dia 15/05 (sexta-feira) através do formulário na bio, sendo que todos os alunos do Csap podem se candidatar às vagas disponíveis.
.
Para maiores informações, tratar com a coordenação ou através do e-mail: sdjoaopinheirofjp@gmail.com
  • Com a volta às atividades do Csap via remota a partir de amanhã, a Sociedade de Debates da Fundação João Pinheiro (SDJP) retorna também! Enviamos o Edital 2020 por e-mail para as turmas do Csap. Vem com a gente!