Elaborado pela FJP, o estudo foi demandado pelo Conselho Nacional de Controle Interno dos Estados e do Distrito Federal (Conaci).